Raios

Belo, barulhento e perigoso. Todos esses adjetivos poderiam descrever a magnitude de um raio. Desde os primórdios, existe certo receio e medo acerca deste fenômeno meteorológico. Os raios não assustam somente seres humanos, mas também outros animais. Eles atuam na atmosfera, rompendo a barreira do ar de forma estrondosa e provocando um som de congelar a espinha.

Raio, relâmpago e trovão, tudo isso é a mesma coisa?

A resposta para esta pergunta é não! Raio é a descarga elétrica de grande intensidade produzida por uma nuvem, relâmpago é o clarão que se vê no céu e trovão é o barulho que pode ser escutado após a ocorrência de uma raio. 

Além disso, as velocidades desses fenômenos são muito diferentes. O raio, por ser energia sendo canalizada, ocorre de forma assombrosamente rápida, aparecendo um feixe de luz claro na velocidade da luz (299.792.458 m/s), e o trovão só ocorre depois de alguns segundos, pois a velocidade do som (340 m/s) é menor que a velocidade da luz por um fator de 1.000.000 (um milhão), por isso nem sempre os trovões podem ser ouvidos. Segundo o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) caso a distância entre o observador e o raio for maior que 20 quilômetros, torna-se difícil escutar um trovão.

raios1Raios atingindo uma cidade.

Formação dos raios

Assim como os elementos químicos da natureza, a nuvem tende a se manter estável e equilibrada, então a descarga elétrica ocorre quando há um acúmulo de cargas elétricas opostas entre a nuvem e um local em que a nuvem possa despejar essa energia. Com isso, a nuvem procura o caminho mais fácil para soltar essa descarga elétrica, por isso que o raio faz vários desvios que podem ser vistos no céu. O raio é puramente energia, essa energia é devido ao atrito entre as partículas de gelo no interior da nuvem, que estão em constante movimento por haver correntes de ar intensas passando por ela. Com essa fricção, grandes cargas são “geradas” que, no final do processo, serão descarregadas em forma de raio.

Tipos de raios

Sabendo isso, é interessante conhecer quais são os tipos mais comuns de raios, que são basicamente quatro: nuvem-solo, solo-nuvem, intra-nuvem e nuvem-nuvem. 

1. Solo-nuvem

Como  o nome diz, este tipo de raio ocorre entre o solo e a nuvem Cumulonimbus, originado pelo movimento ascendente. Dessa maneira, com a atração dos íons negativos, o raio surge do chão e une-se com íons da nuvem Cumulonimbus carregados positivamente. Em geral, é um fenômeno observado em altas estruturas e em antenas.

architecture-building-chicago-2314361Imagem de raio solo-nuvem atingindo uma antena de um edifício.

2. Nuvem-solo

O mais perigoso tipo de raio, pois faz uma descarga de energia entre uma nuvem Cumulonimbus e o solo. É originado devido ao movimento descendente de íons da base ou do topo da nuvem.

raios3Imagem de raios nuvem-solo.

3. Nuvem-nuvem

Por mais estranho que pareça, há raios que não tocam o solo, ocorrendo apenas entre nuvens. Quando isso ocorre e as nuvens são diferentes, chama-se de raio inter-nuvem. Mas, quando ocorre em áreas distintas dentro da mesma nuvem, chama-se de raio intra-nuvem. Este é o tipo que mais ocorre e, por ocorrer dentro da nuvem, não se faz muito perceptível. Pode ser notado quando uma tempestade passa por cima do observador ou quando inicia a se dissipar.

bad-weather-beach-clouds-2418664Imagem de raios nuvem-nuvem, do tipo inter-nuvem.

Além desses quatro tipos de raios, existem algumas outras denominações dadas. Exemplo disso são red sprites, blue jets, halo, gigantic jets e elves, sendo tipos mais raros de raios, que cada vez mais são estudados pela academia científica, tendo sempre como objetivo o desenvolvimento do conhecimento. 

Para saber mais sobre as nuvens que formam os raios, as Cumulonimbus, pode-se ler este post, já que estão intrinsecamente relacionados.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: