A Astronomia é a área da ciência que estuda o Universo desde o seu início e sua evolução, entendendo seus elementos, suas propriedades químicas e físicas. 

Uma das ciências mais antigas, a Astronomia hoje pode ser dividida em dois grandes grupos: Observacional e Teórica. São duas áreas que se complementam visto que teorias podem servir de base para analisar dados observacionais e tais dados podem servir de auxílio na comprovação de modelos teóricos. O mercado de trabalho para o astrônomo é amplo e pode contemplar inúmeras áreas específicas. 

Em se tratando de áreas profissionais da astronomia, é possível:

  • Lecionar: há um aumento no número de escolas de níveis médio e fundamental que estão incluindo a astronomia no currículo pedagógico, o que também aumenta a demanda por profissionais especializados nesta área. Além do ensino superior que hoje absorve a maioria dos profissionais do ramo.
  • Trabalhar em museus e planetários: o profissional que optar por esta área será responsável por fazer a divulgação da astronomia ao público.
  • Fazer pesquisa: o pesquisador escolhe uma determinada área de pesquisa e desenvolve seus conhecimentos aplicando-os na formulação de teorias e comprovação de hipóteses. 

As principais áreas de estudo/pesquisa da astronomia são:

  • Cosmologia: Estuda a origem e evolução do nosso Universo bem como sua estrutura e sua composição. Através de modelos científicos é possível simular como surgiu o universo e qual será o seu futuro.
  • Radioastronomia: É o estudo dos corpos celestes através das ondas de rádio emitidas por eles. Esta área está sendo muito importante no estudo de exoplanetas similares à Terra.
  • Astronomia Galáctica: Estudo dos componentes e dados obtidos da Via Láctea ou dados obtidos de galáxias próximas que podem ser utilizados em comparação com a nossa.
  • Astronomia Extragaláctica: Estuda as galáxias e outros objetos que estão fora da nossa galáxia.
  • Astronomia Estelar: É a área que estuda as estrelas em geral, sua evolução, sua formação e seus processos químicos e físicos envolvidos.
  • Dinâmica Solar: Permite o acompanhamento da atividade solar e quais as suas consequências para a Terra, incluindo o estudo dos ventos solares e dos raios ultravioletas emitidos pela estrela.
  • Astronomia Observacional: Área destinada a estudar a luz visível e outros tipos de radiações eletromagnéticas provenientes dos corpos celestes e do meio que os envolvem.
  • Ciência planetária: Estudo dos planetas do sistema solar e exoplanetas. Este campo está em expansão devido à melhoria da tecnologia dos telescópios que permitem a busca por novos planetas fora do nosso sistema solar e que possuem similaridades com a Terra.
  • Astrobiologia: Ramo sendo cada vez mais evoluído dentro da astronomia e que investiga a possibilidade de formas de vida em planetas e exoplanetas.

Nossos Serviços

A Geofísica é a ciência que estuda a formação, dinâmica, composição e estrutura do planeta Terra em escala global ou regional. Diferentemente da geologia, que estuda as formações rochosas na superfície ou amostras colhidas de furos de sondagens, a geofísica utiliza métodos físicos para fazer isso, ou seja, através de dados adquiridos na superfície por um equipamento é possível inferir algumas estruturas do nosso planeta que não temos acesso, como o núcleo.

Podemos dividir a geofísica em duas grandes áreas: a Geofísica da Terra Sólida e a Geofísica Aplicada. A primeira se dedica no estudo do planeta em escala global, entender o comportamento do campo magnético, do campo da gravidade ou da Tectônica de Placas. A geofísica aplicada se limita a regiões menores de estudo, normalmente com uma profundidade menor, para identificar as camadas litológicas, o nível d’água ou corpos minerais.

Algumas áreas de estudo da Geofísica da Terra Sólida são:

  • Sismologia – estuda os terremotos e a propagação das ondas sísmicas;
  • Gravimetria – estuda a variação da gravidade gerada pela diferença de densidade das estruturas do planeta;
  • Geomagnetismo – estuda o campo magnético terrestre, a sua origem e dinâmica;
  • Paleomagnetismo – estuda o magnetismo presente nas rochas no momento de sua formação;
  • Geotermia – estuda o regime térmico no interior do planeta;
  • Tectonofísica – estuda a dinâmica e a cinemática dos processos que deformam a litosfera.

Algumas áreas de estudo da Geofísica Aplicada:

  • Métodos Potenciais – estudam a variação da gravidade e da intensidade do campo magnético;
  • Métodos Elétricos – estudam a variação da resistividade e condutividade das rochas;
  • Métodos Sísmicos – estudam a propagação de ondas sísmicas em menor escala;
  • Métodos eletromagnéticos  – estudam a propagação de ondas eletromagnéticas ou campos induzidos nas rochas;

Nossos Serviços

A Meteorologia é a ciência que estuda as características e os processos físico-químico-biológicos que regem a atmosfera terrestre em todos os seus níveis, bem como a relação da mesma com a superfície, tanto continental quanto marítima, e com o que está além de seus limites.

Atualmente, a Meteorologia ainda se mostra essencial para a compreensão das mudanças climáticas, desde seus motivos científicos ao combate e adaptação à nova era, com o cuidado específico para cada nação do planeta. Dessa forma, também se estudam opções de energia limpa e como implementá-las levando em conta aspectos individuais de cada caso.

Como qualquer Ciência, a Meteorologia está totalmente baseada na observação e análise dos fenômenos atmosféricos, que realiza com o auxílio de diversos equipamentos indispensáveis, como termômetros, pluviômetros, anemômetros, barômetros, evaporímetros, entre tantos outros. Torna-se necessário também um aprofundado conhecimento em análise de mapas, gráficos, imagens de satélite e de radares, além de noções de programação e tratamento de grandes quantidades de dados. É nessa área que se encontram os principais avanços desse setor, novas tecnologias associadas à Meteorologia que possibilitam melhores previsões a partir de simulações computacionais mais precisas e complexas.

As principais áreas de atuação são:

Agrometeorologia: elaborar boletins do tempo simplificados para empresas e produtores rurais, definindo a época mais adequada para o plantio e a colheita.

Área operacional: estudar as condições climáticas para orientar o tráfego aéreo e marítimo. Também é importante ter um conhecimento prévio de logística.

Biometeorologia: pesquisar a relação entre a vida animal e vegetal e a atmosfera, para prevenir e reduzir alterações climáticas. Estudar as relações entre doenças e o clima.

Climatologia: analisar imagens de satélites e construir modelos numéricos em computadores para determinar as condições de tempo e prever o clima, tempo médio de uma determinada região (geralmente em 30 anos).

Hidrometeorologia: estudar o regime das águas das chuvas e dos rios para prevenir enchentes.

Instrumentação meteorológica e ambiental: projetar, construir e operar equipamentos empregados na meteorologia.

Meteorologia ambiental: estudar a poluição atmosférica e as condições climáticas em que os poluentes se concentram e se dispersam e o conforto ambiental em áreas públicas.

Previsão do tempo: fazer a previsão do tempo para jornais, rádio, TV ou websites, ou prestar assessoria a agências e empresas do setor da construção civil e do turismo. É interessante que o profissional saiba se comunicar de uma forma coesa, detalhada e com uma linguagem simples, mesmo que não apresente a previsão nas mídias, pois precisa passar essa informação para outros.

Radiometeorologia: estudar as influências meteorológicas na área de telecomunicações para evitar interferências na transmissão e na captação de ondas. Auxilia na instalação de antenas, por exemplo.

Nossos Serviços